sábado, 22 de outubro de 2011

Situação vergonhosa da escola estadual Alzira da Fonseca Breuel, em Prazeres (Jaboatão dos Guararapes)

A denúncia de mais uma escola em situação precária - para dizer o mínimo - não chega a ser novidade, pois o que mais existe por aí é escola estadual sucateada que destoa da fantasiosa propaganda oficial que afirma estar em curso uma revolução na educação pública de Pernambuco. A Escola Alzira da Fonseca Breuel não deve ilustrar a publicidade do governo, mas ela ilustra a realidade de muitos estudantes pernambucanos. Temos o retrato do descaso nas imagens e no relato dos estudantes, que protestaram denunciando a situação. Então acompanhem abaixo o documento apresentado pelos alunos:


RELATÓRIO 
Nós alunos representantes da Escola Alzira da Fonseca Breuel, localizada na Rua Onze, S/N – Cajueiro Seco; gostaríamos de apresentar através do presente relatório a difícil situação que se encontra nossa escola, em relação à falta de carteiras escolares, desativação da biblioteca e caixa d’água que foi condenada pelos engenheiros da GRE.
ANO 2010: SITUAÇÃO DAS CARTEIRAS ESCOLARES



Foram encaminhados diversos ofícios pela Gestora da Escola à GRE METROSUL, solicitando 300 carteiras escolares, relatando a situação da Biblioteca e as solicitações não foram atendidos.

ANO 2011: SITUAÇÃO DAS CARTEIRAS ESCOLARES



SITUAÇÃO DA BIBLIOTECA


SITUAÇÃO DA CAIXA D'ÁGUA

Iniciamos o Ano Corrente com os mesmos problemas, novos ofícios foram encaminhados e até o momento a situação não foi resolvida. Destacando que todas as turmas estão prejudicadas, vivenciando situações como:
  • Alunos assistindo e realizando avaliações, sentados em galões de tintas, tijolos e no chão;
  • Brigas entre alunos por falta de cadeiras, interferindo nas aulas dos professores;
  • Trabalhos de pesquisa são realizados fora da escola, pelo fato da biblioteca está desativada;
  • O perigo de desabamento da caixa d’água.

Diante do exposto, gostaríamos de apoio da Gestora da GRE METROSUL, Senhora Sandra Farias, no sentido de resolução da problemática em questão.

Jaboatão dos Guararapes, 05 de outubro de 2011.

Atenciosamente,
Alunos da Escola Alzira da Fonseca Breuel


Além das fotos que constam no relatório dos alunos, temos mais estas imagens para retratar a situação do caos:




Em novo post, teremos mais denúncias sobre o andamento da situação através de um protesto promovido pelos alunos, que acabou sendo reprimido através da violência da PM. Tivemos acesso a vídeos do protesto e das agressões e postaremos em breve.

13 comentários:

  1. Lamentável mesmo.Trabalhei como professora no Alzira por quase dois anos(2006-2008). Assim que cheguei professores e alunos já se empenhavam pela reforma da biblioteca e quadra. Hoje vejo que as coisas em vez de melhorarem estão de mal a pior.Isto é vergonhoso para um governo que se diz preocupado com a educação. Passaram-se quase dois mandatos e nada melhorou para a comunidade de Cajueiro Seco, público alvo da Escola Estadual Alzira da Fonseca Breuel.

    ResponderExcluir
  2. A situação da escola Alzira não é fato isolado, infelizmente a denúncia ainda é.
    Bibliotecas fechadas, computadores que não funcionam, cadeiras quebradas, salas quentes, sanitários sujos, muitos com torneiras quebradas, entre outras coisas, são realidade na grande maioria das escolas da rede. Mas, cadê as denúncias? As direções são omissas limitam-se a redigir ofícios que em nada resultam, grêmios e professores (em sua maioria) calam-se para não contrariar o sistema. É como muita farsa que estão construindo o Pacto Pela Educação.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo post e fotos. Acredito que se as denúncias forem enviadas por todos os colegas que acompanham este blog e, depois de relacionadas, enviadas para a coluna que divulga estas notícias, causará alguma indignação.
    O ideal que fossem por escola, com déficit de professores e problemas físicos. Imaginem o candidato a presidente lendo semanalmente o desnudar de suas mentiras.

    ResponderExcluir
  4. Trabalho no Alzira e quero dizer que depois do protesto dos estudantes as carteiras escolares chegaram. É sempre assim. O prédio onde fica a biblioteca está desativado porque pode ruir a qualquer momento e a Secretaria de Educação não está nem aí. Ah, eu não acredito no Pacto pela Educação. O que o governo estadual sabe fazer é contratar "olheiras" para fiscalizar os diários de classe. Não é uma função nobre, pois precisamos de profissionais que venham somar. Precisamos de coordenadores, orientadores educacionais, psicólogos e assistentes sociais nas escolas. Por sinal, já falei para os meus alunos que esses diários são mais importantes que eles, pois possuem o poder mágico de melhorar o sistema educacional, que a SEE está mais preocupada com o preenchimento das cadernetas do que com as condições de ensino.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Carta aos alunos, professores e diretores (as): do cólegio.

    Meu nome é Ana Christina Carvalho, Sou filha da ex diretora e ex professora Graça Carvalho e atualmente moro em Curitiba - Paraná .
    Tenho 25 anos e nunca fiquei tão chocada e triste ao ver o estado
    lamentável da escola ao qual a minha mãe Professora Graça Carvalho como diretora na época se não me engano no período dos anos entre 1996 a 2000. Ela deu o sangue e se dedicou em tempo integral a esta escola.
    Foi implantado vários projetos como o clube do xadrez, o projeto não toque em drogas toque um instrumento ao qual alunos da UFPE lecionavam aulas de violão, violino e flauta.
    Levantamos a quadra, fizemos um palco, colocamos sistema de som a onde o toque deixou de ser uma campainha para ser músicas clássicas em todas as salas , todos os livros da biblioteca foram doados pelos amigos, a biblioteca era limpa e nova, pintamos a escola toda , reformamos cadeira até compramos várias novas,
    Isso tudo com doações e dinheiro em caixa com menos de 500 reais assim que ela assumiu!
    Teto caindo nunca vi quando ocorria isso meu pai nos finais de semana junto com os pais dos alunos ia conserta.
    Quantas vezes criança fui ajudar a limpar as salas de aula junto com alunos, fui buscar comida para o lanche.
    Gente a biblioteca leva o nome do meu falecido avô que lutou na Itália na segunda guerra mundial Florisvaldo Bezerra da Silva,

    ACREDITEM ESSA ESCOLA JÁ FOI PREMIADA PELA UNESCO!

    isto é vergonhoso o estado atual da escola!
    Cooperem! A escola é um lugar feito para os alunos e lembre-se que outros alunos futuramente irão precisar dessa escola também pois, a escola é da população!

    ResponderExcluir
  7. Ana, acho louvável sua preocuapção em relação a escola que você bem conheceu de perto. Porém,não podemos querer que, a população assuma o espaço de omissão do governo.As verbas que chegam às escolas precisam ser melhor direcionadas e fiscalizadas. Os Conselhos também não estão cumprindo seu devido papel,nós que trabalhamos em escolas da rede, sabemos como tudo funciona. Há muita maquiagem,muita coisa de fachada, muita propaganda,por dentro as escolas permanecem com salas superlotadas de alunos, sujas, quentes, com laboratórios que não funcioam, aparelhagem (tv, vídeo, som)quebrada, bbliotecas fechadas...entre outras coisas.

    ResponderExcluir
  8. q orrivel acho q nem ai quero estudar mais nao e so essa essa e uma de varias escolas de que o governo nao esta nem ai so que saber de dinheiro,dinheiro,dinheiro...

    ResponderExcluir
  9. Esse assunto não é tual, uma vez que estudei nesta unidade de ensino no ano de 2004, 2005 e 2006 1º, 2º e 3º ano do ensino medio, tambem fui o fundador e Presidente da AGD - Associação dos Alunos e Ex-Alunos Geração Democratica, e na quela epoca esta assunto já era motivo de repudio entre os alunos, em 2007 fizemos dois protestos contra a falta de professores, reforma da quadra poli esportiva, reforma da biblioteca que ja ameaçava a ruir, entre outras coisa tipo, limpza da caixa d'agua, reforma da estrutura fisica das salas de aula, laboratorios e refeitorio. mobilizamos os alunos e sairmos pelas ruas entre elas rua dsanto elias e bernado vieira de melo, fomos ate a prefeitura onde a pedido do prefeito na epoca senhor nilton carneiro, o secretario da prefeitura nos colocou em contato com a secretaria de educação do estado de pernambuco, onde no mesmo dia conseguimos 7 professores de 7 materias diferentes entre elas ESPANHOL e INGLÊS, porem nada foi nos enformado sobre os pedidos de reformas ue solicitamos. passados 5 anos vemos que nada mudou a nao ser o governo do estado, que mesmo mudando ambos cruzaram os braços para a educação pernambucana.

    Eriberto F. da S. Júnior
    Ex-Aluno Alzira da Fonseca

    ResponderExcluir
  10. esta escoala e muito ruim pq nao chegou o tablete do governo pra entregar os alunos

    ResponderExcluir
  11. finalmente colocaram cadeiras e deram os tablets mais quase todos os ventiladores estão quebrados ou parados

    ResponderExcluir
  12. A nossa biblioteca estar pior a 8 anos lutamos mais nada, respostas nenhuma, ela está aos pedaços mesmo está com risco de desabamento até o local foi isolado.
    E pq aq n da pra manda foto se não*
    E

    ResponderExcluir
  13. A nossa biblioteca estar pior a 8 anos lutamos mais nada, respostas nenhuma, ela está aos pedaços mesmo está com risco de desabamento até o local foi isolado.
    E pq aq n da pra manda foto se não*
    E

    ResponderExcluir