sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

PROFESSORES LESADOS (de novo)
















Início de novembro desse ano, antes das eleições para a escolha da nova direção do Sintepe (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco), em nota paga e publicada regularmente aos domingos nos principais jornais, o sindicato afirma que fechou negociação como o governo Eduardo Campos e que este, assumiu o compromisso de efetuar o reajuste do Piso no mês de janeiro de 2012 para os profissionais do Magistério. E acrescenta :”Os trabalhadores terão reajuste em janeiro e outro em junho”. Passada as eleições e vitoriosa no pleito, a direção do Sintepe, tenta agora justificar o não reajuste de 22,23% alardeado e esperado para janeiro alegando que, há um projeto de lei apresentado por um petista do estado Ceará, o deputado José Guimarães que propõe a cálculo do reajuste do Piso pelo INPC e não mais pela variação custo-aluno, o documento tramita na Câmara do Deputados. Traduzindo, a probabilidade da categoria ter o reajuste prometido, é zero por cento . Além disso, é de conhecimento de todos, inclusive do Sintepe, que o governador de Pernambuco é um descumpridor da lei. Para quem não lembra, os trabalhadores em educação perderam o reajuste do Piso em 2009 , 2010 e, em 2011 o governo só pagou após muita conversa( e enrolação) através da comissão de negociação e mesmo assim, vergonhosamente dividido em dez suaves parcelas que serão concluídas em maio do ano que vem. Na verdade, tudo não passou de compromisso eleitoreiro, um golpe de marketing.
Dá pra acreditar no governo? Dá pra acreditar no Sintepe?

(Imagens do blog Movsol)

10 comentários:

  1. Gente vcs repararam que na terça feira o contra-cheque de dezembro estava disponível e agora já não tá mais? Qual será a surpresa dessa vez heim Dudu?

    ResponderExcluir
  2. Eu me senti lesado. A notícia que está no site do sintepe é a mesma que está no site do cnte. Eles não explicam claramente as nuances dessa questão. Eu mesmo fiquei me perguntando uma série de questões. O fato é que isso vai ser usado, certamente, pra justificar um reajuste zero em janeiro.

    ResponderExcluir
  3. Ué, mas o governador possui 85% de aprovação e a direção perpétua do SINTEPE foi mantida por grande maioria de votos. Eles vão se incomodar com alguma opinião?

    ResponderExcluir
  4. Pessoal, esse tema de como será reajustado o piso vem de 2008 e foi decretada agora pela comissão de Finanças e Tributação. Não sou sindicalizado, e não gosto da direção do sintepe, mas dessa vez eles não tiveram culpa. Ninguem tinha como saber que esta comissão iria fazer essa modificação para o reajuste sair pelo INPC (de 5% a 8%). Teremos reajuste sim em Janeiro! Falta saber se será os 22% ou o INPC. Ainda Existe possibilidade de reversão! Vamos aguardar os fatos que vem nesta semana de 12 à 16.

    ResponderExcluir
  5. essa direção do sindicato é associada ao governo, os colegas professores que votaram nesta direção estão gostando de serem maltratados por um governo tirano e irresponsavel com a educação. é por isso que os professores são tratados de forma desumana e vão continuar, pois é uma classe altamente acomodada com qualquer esmola.

    ResponderExcluir
  6. O projeto está tramitando e não é de agora, se não tinha certeza do reajuste que não fosse divulgado. Se houve acordo entre governo e Sintepe, que se cumpra o que tá no acordo,ora essa. Houve intenção eleitoreira sim, esse conto é antigo ou vocês não lembram daquela tabela fantasiosa publicada pelo Sintepe sobre o reajuste do Piso antes de Dudu se reeleger? Pelo amor de Deus!

    ResponderExcluir
  7. É com tristeza que vejo na página do sintepe um artigo onde fala sobre a negociação em Brasília sobre o aumento de 22,23%. Ora, o referido sindicato alardeou que tinha um acordo como governo de Eduardo Campos para esse aumento e que já era certo para janeiro de 2012. Por que agora vem com essa conversa fiada de que está negociando em Brasília.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. O texto aqui postado foi publicado no Diário de Pernambuco em 09/12, hoje o Sintepe respondeu nada com coisa nenhuma e ainda joga o peso em nossas costas dizendo que, devemos pressionar os deputados no sentido de barrar o projeto que derruba os 22,23% de reajuste. Ora essa, e porque o Sintepe não faz a dunúncia em rádios (a exemplo nos programas de Geraldo Freire e Edvaldo Santos tão utilizados na campanha eleitoral), na TV, em autdoor, nos ônibus, protesto numa via pública de grande visibilidade? Afinal são eles que deteem o poder e a máquina. É bom lembrar que o estrupício que defende o projeto é do PT, corrente seguida por boa parte dos dirigentes sindicais.

    ResponderExcluir