terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Eduardo Pesquisa Campos Pergunta...

Hoje, uma das escolas onde leciono recebeu a visita de pesquisadoras contratadas pela SEE, para entrevistar os professores sobre as condições de seu local de trabalho, bem como de sua saúde.
De acordo com a supervisora, tais questionários ficarão arquivados para posterior consulta acerca da saúde dos funcionários da secretaria de educação.
Comecei a preencher o tal questionário, todavia algumas perguntas pediam para que medíssemos o nosso grau de satisfação junto ao nosso local de trabalho, grau de bom relacionamento com os colegas professores, relacionamentos com os aluno, gestão, remuneração, etc. Fiquei confusa. Ora Se estou satisfeita com o aspecto humano da escola, devo estar também satisfeita com minha remuneração e satisfação no trabalho? Todos esses questionamentos em uma só questão. Mesclaram aspectos diferentes, o humano e o financeiro, e pediram para optarmos.
Sim: Gosto de meus colegas de trabalho. Sim: Gosto dos meus alunos. No entanto, não recebo o suficiente, sou mal remunerada e por isso acumulo uma enorme carga horária, correndo de uma escola à outra, o que não faz nada bem à minha saúde.
Como não tinha espaço para responder adequadamente, desisti de continuar respondendo o tal questionário, pois não havia opção de resposta que se adequasse a minha realidade.
Eita pesquisa capciosa! É bem capaz de divulgarem um resultado apontando um elevado grau de satisfação, o que não condiz com a realidade de quem foi entrevistado.

9 comentários:

  1. Até a pesquisa é tendenciosa! Que beleza!!!!

    ResponderExcluir
  2. Podemos fazer duas coisas: negar-se a responder essa palhaçada, ou então riscar, criar brechas no formulário colocando onde consiste nossa tamanha insatisfação.
    É a SEE e seus "inventos" é falta do que fazer, até parece que desconhecem as nossas condições detrabalho e o nosso índice de descontentamento.

    ResponderExcluir
  3. andrea simone vc deveria rodar bocinha,quem saber vc iria ganhar mais um pouquinho.

    ResponderExcluir
  4. Por que tanta agressão com a companheira Andrea Simone? Acredito que o companheiro Melque não faz parte da nossa categoria.
    Penso não ser Andrea a merecedora do comentário e sim, quem nos explora, nos desrespeita, mente,e de forma enganosa, com apoio da mídia ainda tem aprovação popular: O governo do Estado.

    ResponderExcluir
  5. rodar "bocinha"? Só alguém pouco alfabetizado. Se liga, Melque. Teu lugar não é aqui.

    ResponderExcluir
  6. Que coisa feia, Melque! Que grosseria! Vai ver que é um dos autores dessa pesquisa tendenciosa e sentiu-se ofendido!

    ResponderExcluir
  7. Pra saber q a educação em PE vai muito mal não precisa de pesquisa. A pesquisa é pra nos ludibriar, acharmos q eles (Dudu e Danilo) não estão vendo que td é uma m...

    ResponderExcluir
  8. E o sindicato vai no mesmo rítimo, dizendo...dizendo e até agora nada de concreto é feito... a coisa tá feia...

    ResponderExcluir