domingo, 29 de julho de 2012

PROFESSOR AGREDIDO




















O professor (readapatdo) Williams Silva, lotado na Escola Estadual Monte Verde localizada no Ibura, foi agredido fisicamente pelo diretor da unidade no momento em que fotografava a escola para fazer uma denúncia.
A unidade, como tantas outras na rede estadual, apresenta sérios problemas estruturais e de relacionamento. Sabe-se que o gestor (Jair Marques Pinheiro Júnior), exerce uma verdadeira tirania dentro da escola, além de não escutar os professores ainda os trata com descaso e desrespeito. Por medo de mais represálias os professores calam-se, e segundo informação dada por alguns, a GRE é sabedora da situação mas faz (como sempre) vista grossa para o caso.

terça-feira, 24 de julho de 2012

REUNIÃO

A OPOSIÇÃO ALTERNATIVA SINTEPE REÚNE-SE
SÁBADO DIA 28 DE JULHO ÀS 10:00h
ONDE?
R. José de Alencar, 44, bloco A, sala 33, Boa Vista - Recife - PE.
CEP 50070-030. Fone: 3222 5709.
Edf. do Bar e Restaurante Mustang (lado da Loja Riachuelo)

segunda-feira, 23 de julho de 2012






Em reunião com o SINTEPE o governo do Estado diz que não há como convocar os professores aprovados e tão pouco irá realizar novo concurso, isto porque de acordo com dados do IPEA houve redução do número de alunos nas escolas da rede. Porém, dados da Secretaria de Educação mostram que, há na rede estadual aproximadamente 12.848 contratos temporários, esse número representa um terço do quantitativo de professores estatutários em atividade. É sabido também que, os contratados temporariamente deverão atuar nas escolas em situações especiais, ou seja, substituindo professores licenciados, afastados para curso etc., mas, não é isso que vem ocorrendo nas unidades da rede. Direções de escolas mantém em seus quadro muitos professores contratados em vagas que deveriam pertencer à professores concursados. O que as GREs têm a dizer sobre essa questão uma vez que, os professores quando encaminhados para as escolas passam primeiramente por essas gerências? Mas, tal procedimento é compreensível, trabalhadores temporários representam redução de custos para o Estado, além disso, são estes profissionais que, pressionados pela hierarquia educacional (SEDUC/GREs/direções) não participam de greves, assembleias ou qualquer outra atividade reivindicatória realizada pelos trabalhadores em educação.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Adeptos do Candomblé estão indignados

Por- THOMAZ VIEIRA




Hesíodo Góes
Alexandre (C) estuda iniciar ação por danos morais

Os atos de vandalismo cometidos pela população na região do crime de Flanio, de 9 anos, provocaram indignação entre os adeptos do Candomblé. O coordenador do Quilombo Cultural Malunguinho (entidade que representa os povos de terreiro e o povo negro), Alexandre L’Omi L’Odò, disse que o órgão já se articula junto a instituições de Direitos Humanos e estuda iniciar ação judicial coletiva por danos morais.

A grande reclamação dos religiosos é que os acusados pelo crime foram tidos como praticantes do Candomblé, o que não é verdade. “O Candomblé é uma religião que agrega muito as pessoas. Daí, indivíduos mal-intencionados usufruem disso para se aproveitar da carência das pessoas”, denuncia Alexandre. Ele conta, inclusive, que o processo de formação de líderes da crença é bem rígido e dura vários anos.

Para o historiador João Monteiro, o fato de a polícia ter apresentado, erroneamente, os suspeitos como pais de santo teria causado a reação de ódio na sociedade. “Quando a polícia prende esses marginais e os coloca com seus títulos sacerdotais em vez de seus nomes, demonstra o despreparo dos agentes no trato desses temas”, afirma. Ele aponta que o Governo desenvolve um programa de combate ao preconceito dentro das instituições públicas, mas que o mesmo não funciona adequadamente.

A associação do termo “magia negra” ao crime e à religião também revoltou os povos de terreiro. Para o membro do Fórum Estadual de Educação Étnico-Racial de Pernambuco, Carlos Tomaz, a expressão é, além de tudo, racista. “Mesmo que inconscientemente, tudo relacionado à etnia negra é tido como ruim”, reclama. O termo vem, na verdade, da Idade Média, das práticas de culto ao demônio originadas de religiões de matriz europeia.

domingo, 15 de julho de 2012

CONSIDERAÇÕES A RESPEITO DOS ÍNDICES EDUCACIONAIS DO ESTADO DE PERNAMBUCO

A apresentação dos índices do IDEPE de 2011 foi destaque nos jornais do Recife no inicio de julho. O tom de ufanismo se revelou com os “avanços” dos dois níveis de Ensino Fundamental II, Ensino Médio e a modalidade Integral e Semi-Integral, os quais merecem algumas importantes considerações.

Ora vejamos quais foram esses “avanços”: No Fundamental mais precisamente na 5ª série os índices passaram de 4,0 para 4,4. No 9º ano antiga 8ª série 3,4 para 3,5 ou seja, 0,1 décimo. No Ensino Médio foi de 3,0 para 3,3 ou 0,3 décimos de “avanços”. Considerando estes dois últimos indicadores podemos inferir que a educação regular do Estado não anda tão bem assim como quer demonstrar a SEE, visto que, já se vão quase 6 anos de governo e estes indicadores podem ser considerados medíocres se levarmos em conta apenas este fato.

Outra coisa é que, se as escolas de “Referência” estão com índices “satisfatórios”, porque então o ensino médio regular apresenta indicadores medíocres? Não seria o caso de existir uma transferência de “tecnologias e técnicas educacionais” do modelo de referência para o regular? E se sim, por que até então não foi feito? Vale lembrar que as escolas regulares são a maioria da rede Estadual.

O resultado geral das Escolas de Referência, unificando as integrais com as Semi-Integrais, evoluiu de 4,1 para 4,4. Entretanto, das 217 Escolas Integrais e Semi-Integrais somente 20 alcançaram índice igual ou superior a 5, sendo que destas, 19 são do interior. Onde ficam o desempenho e a dinâmica das escolas da capital e região metropolitana nas quais foi iniciado o modelo de “referência”?

Observe o leitor um aspecto que foi ocultado pelo secretario quando da divulgação dessas informações, se apenas 20 obtiveram uma nota “boa” isto representa menos de 10% das 217 escolas de referência. Aí retomo ao aspecto, já citado, que se refere ao tempo em que tal modelo funciona no Estado (só neste governo), são 5 anos desta política e ainda assim, é só isto que temos?

(Professor Rodrigues)

quarta-feira, 11 de julho de 2012

IDEPE

Para ter o resultado do bônus da discórdia e da discriminação acesse:
Escolas classificadas em zero outras, em 100%. Os critérios para a tal premiação são desconhecidos, porém uma coisa é certa, as condições de trabalho não influenciam à premiação. Escolas funcionando precariamente apresentando problemas na rede elétrica, no sistema de esgoto, com biblioteca e laboratório de informática praticamente fechados, foram premiadas.
Uns fazendo festa, outros tristes, enquanto isso os trabalhadores em educação em Pernambuco continuam recebendo a pior remuneração do país.

terça-feira, 10 de julho de 2012

NÃO QUEREMOS UM PRESÍDIO


O Governo do Estado de Pernambuco desapropriou uma área para construir um presídio de alta lotação (2.200 detentos) no município de Araçoiaba. Ocorre que Araçoiaba é uma região de mananciais. A região abriga uma APA (área de proteção ambiental), a APA Aldeia-Beberibe. A localização do presídio de alta lotação no entorno dessa área irá prejudicar o meio ambiente, não somente pelo presídio em si (com fossa, rede de esgoto etc.), como pela população que virá para povoar a área ao redor dele. Valendo salientar que a importância dessa APA é crucial não somente para Pernambuco, mas para o Brasil, pois ela abriga o maior segmento de Mata Atlântica ao norte do rio São Francisco.
Implantar um sistema presidiário desse porte numa região contendo uma bacia hidrográfica é um crime ambiental cujas consequências serão irreversíveis. (Fórum Socioambiental de Aldeia)
Foto: Maria Albênia Silva

domingo, 8 de julho de 2012

Início do ano letivo e as promessas da SEDUC-PE

video

I. Entrevistado pela Rede Globo o secretário de educação Anderson Gomes disse que, iniciar o ano letivo numa sexta -feira (03 de fev./12) era uma preocupação da Secretaria de Educação do Estado no sentido de garantir os 200 dias letivos aos alunos das escolas da rede e possibilitar o mesmo quantitativo de aulas para todas as disciplinas.
II. O secretário também garantiu a entrega dos tablets no início de abril para os alunos do 3º ano do Ensino Médio.
III. Por fim, o secretário afirmou que, ainda no primeiro semestre um "Núcleo de Criatividade e Inovação" estaria nas escolas apoiando os professores no sentido de ajudá-los a utilizar os recursos tecnológicas.

As afirmações do secretário são uma declaração do total desconhecimento da realidade que cerca as escolas da rede estadual de PE.
Ora, niciamos o ano letivo sem horário escolar definido, assim, torna-se quase impossível garantir o mesmo quantitativo de aulas em todas as disciplinas. Outra coisa, o governo descontou os dias (14, 15 e 16) da paralisação de março negando assim o direito dos professores fazerem a reposição dos dias parados mas, até o momento não discutiu o calendário de reposição dos mesmos.
Quanto ao tablests, pelo menos nas escolas em que trabalho e em outras (que tenho notícias) localizadas no setor Camaragibe, estes aparelhos ainda são uma incógnita.
Também desconheço o trabalho efetivo desse grupo de apoio ao professor ao qual se refere o secretário Anderson Gomes. Sabe-se que, ocorreram em algumas unidades ainda no início do ano, "capacitações-relâmpagos" envolvendo um número mínimo de professores, sendo estes, instruídos a computar faltas e notas dos alunos.
Assistam o vídeo e faças suas avaliações.



segunda-feira, 2 de julho de 2012

O PREDADOR 2012

Nas telas em todo o país, o novo lançamento cinematográfico em inúmeros D´s – Desfaçatez, Desonestidade, Deselegância, Danoso, Dantesco, Debilitante, Debochado, Deformante, Degradador, Dejeto, Deletério, Demoníaco, Delituoso, Demagogo, Demente, Deprimente, Derrocador, Desagradável, Desagregador, Desajustado, Desarmonizador, Desautorizador, Descartador, Divisor, Desconsiderador.

O filme conta a estória de mais um extraterrestre que pretende dominar a nossa civilização. Só que este, se acha muito esperto, mais que os outros. Com tática diferente, ele se alia a inimigos, lança discórdia entre os aliados e até se alimenta dos seus.

O som não tem grande qualidade é o Pé-de-ouvido surround. Não é legendado propositalmente para que não se entenda os diálogos.

No mais, é um grande lançamento que surpreendeu até os cineastas e produtores mais experientes de Brasília, nossa Hollywood. Mas, todos que assistiram saíram com uma sensação muito ruim e esperando que este tipo de vilão perca sempre ao final.

(Contribuição do professor Samuel Farias).