terça-feira, 8 de novembro de 2011

O maior dos males: falta de esclarecimento

Há alguns dias venho expondo indagações em minhas postagens e comentários acerca das propostas e componentes que encabeçam a chapa 2. Recebi telefonemas por parte de integrante da chapa 2, questionando meu posicionamento afirmando ser errado perguntar certas coisas visto este blog ser "da oposição à atual direção do sintepe". isso quer dizer só se admite o falar bem? só se pode cobrar dos "outros"? Li respostas, aqui mesmo neste blog, que não respondiam ao que era perguntado, ao contrário, vi mudanças de foco e não sei se este ocorreu de forma proposital ou não.

Não sabia que era proibido perguntar, estranhar coisas que me parecem desencadear um processo de descaracterização da oposição, que possuía uma minoria ligada ao PSTU, mas que hoje se apresenta constituída por pessoas ligadas não somente ao PSTU, mas, pior, encabeçada por neo-opositores ligados ao PT e PDT, com apoio de políticos renomados e também de pessoas que exercem altos cargos no governo do Estado ( caso de Oscar Paes Barreto neto( PT) que foi nomeado secretário executivo).

Está ocorrendo o que mais temia: políticos tentando tomar as rédeas da direção da nossa categoria. Isso com certeza fortalecerá o afastamento do foco sindical dos interesses do professorado voltando-o exclusivamente para a promoção de interesses de políticos. Isso é pouco interessante para a categoria, pois como nós sabemos, alguns políticos são de ocasião (as que mais favorecem os mesmos). Em época de eleição tudo prometem, mas e depois?

Faço parte não de um grupo mas de um movimento que não almeja cargo em sindicato, mas que deseja e muito ver, e viver, melhorias para toda a nossa categoria. Por isso continuo questionando e vou continuar fazendo, pois no mínimo, um grupo que pretende assumir a direção de um sindicato com a dimensão do SINTEPE, deve esclarecer o que propõe quando as dúvidas surgem, afinal vivemos em regime democrático e creio que este deve nortear os movimentos sindicais.

Agora vou direto ao ponto, as propostas apresentadas:

Resgate dos QUINQUÊNIOS:

Isso é realmente uma verdade? pois consta na Constituição Federal, e também na estadual o não mais recebimento dos mesmos. Isso não pode ser modificado com uma ação judicial, mas sim e somente através de projeto de lei (ou seja depende do desejo político). Esta ação se refere a apenas alguns professores que deixaram de recebê-lo no momento da implantação da lei? Então os demais não podem sonhar com isso. Gostaríamos que houvesse esclarecimento sobre o tema, evitando-se assim o engano por parte da maioria que não pode pleitear este direito. (O Dr. Wiliam Ferreira de Melo, advogado que é apresentado encabeçando a ação judical poderia esclarecer( O número da OAB deste aparece com número errado, na propaganda da chapa 2, fiz consulta no sítio da OAB e percebi o engano, outro engano nesta propaganda é chamar o estagiário Kleber José Freire da Fonseca de doutor, este ainda não é advogado, é apenas um acadêmico)

Qual é o número da ação judicial promovida para "o resgate dos quinquênios"?

O caso Oscar Paes Barreto:

Por que Oscar Paes Barreto (do PT), recem nomeado pelo governador do estado a Secretário executivo( ver Diário Oficial do Estado, do dia 26/10/2011), consta no Manifesto como apoiador da chapa 2? Isso não caracteriza comprometimento? Nós professores não somos ignorantes ao ponto de achar que isso é natural.

Qual será a central sindical da chapa 2?

Espero que aqueles que compõem a chapa 2 caso queriam responder a esta postagem foquem nos questionamentos, pois creio que isto é o que espera a nossa categoria. Desejar mudança, todos nós desejamos, mas com responsabilidade e clareza. Desejamos que esta transformação seja para melhor e não um retrocesso negativo.

8 comentários:

  1. Se este blog também se descaracterizou se tornando não mais um espaço de denúncia, debate e reflexão, mas apenas de divulgação de apenas um tipo de opninião, talvez minha presença no mesmo não seja mas tão querida.

    Se meus questionamentos ao invés de enriquecer o debate acerca das propostas são tidos como ofensas a esta ou aquela pessoa, esta não foi de forma alguma minha intenção.

    Espero sinceramente que a nossa categoria pense e decida pelo melhor para seu futuro. Quanto a mim continuarei observando e quando puder colaborarei sempre para a luta e busca da melhoria das condições de trabalho e valorização monetária do professorado pernambucano e demais trabalhadores em educação de nosso estado.

    ResponderExcluir
  2. Oi Andrea gostei dos seus comentários, mas uma coisa eu estranhei, pq vc não faz questionamentos a chapa 1?
    Pq vc não critica a falta de transparência da chapa 1? Prestação de Contas.
    Os apoiadores da chapa 2 q vc se refere assumiu um cargo no governo é verdade, mas pq não fala dos apoiadores da chapa 1, os deputados do PT, e PCdoB vc acha que os professores não sabem q existem deputados por detrás dessa direção? Que existem esses partidos ai PT e PcdoB q são da base do governo estadual, por favor, como disse antes, ate gostei das suas indagações mas reparei que elas só seguem um sentido, por isso não dei mais importância, pq quem é crítico, e imparcial vê os dois lados mas vc só viu um, espero q o pessoal da chapa 2 responda as suas perguntas, que foram boas, mas espero que vc tbm veja o outro lado e pergunte a eles tbm. Mas além dessas chapas existe a chapa 3 que já tem trabalhos para os professores, pois foi o MOPROPE q entrou com um mandato de segurança no ministério público, barrando um concurso estadual e fazendo o Governo do estado chamar os concursados, essa chapa já tem conquistas para vários professores.

    ResponderExcluir
  3. Primeiro, gostaria de deixar claro que o sentimento dos professores em todas as escola é de descrédito para com o sindicato. Um dos principais motivos para isso é justamente o envolvimento de políticos na direção. Queremos lembrar às duas principais chapas que não esqueceremos de todos os políticos e principalmente dos partidos que apoiaram o verdadeiro desmanche feito no nosso PCC pelo governo com o apoio deste deputados e destes partidos. Nós não somos idiotas e sabemos que as duas chapas são ligadas a políticos e a partidos, no plano pessoal isto é mais do que um direito. Porém não vamos admitir que nossa categoria seja usada como massa de manobra para eleger políticos que não têm o menor compromisso com a nossa causa. A desmoralização promovida por este governo da atividade sindical em Pernambuco não teve uma única palavra de oposição vinda da AL e nós, professores, estaremos atentos a qualquer chapa que tentar nos convencer do contrário

    ResponderExcluir
  4. Maria.
    Aqui não foi postado nenhuma propaganda da Chapa 1 que me provocasse comentários, como ocorreu com a chapa 2.

    ResponderExcluir
  5. Aliás é o mais se vê neste blog: propaganda e mais propaganda da chapa 2, mas uma só pessoa discute as proposta e esta sou eu.

    O ideal seria abrir espaço para comparações entre as duas chapas e o povo( no caso o professorado) que decidisse pela melhor( ou menos ruim).

    ResponderExcluir
  6. Engraçado, as outras chapas não abrem espaço para que possamos fazer os questionamentos devidos. O Sintepe sequer puxou debate como fez em 2008 mas, ninguém ousa questionar o outro lado e ainda falam em coerência, justiça, democracia, imparcialidade...pelo amor de Deus!

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. A responsabilidade da escolha de nossos representantes está em nossas mãos! Ou votamos com consciência, ou em breve nós professores ficaremos mergulhados em dejetos fecais. Aí, não adiantará mais reclamar! Até porque a culpa não é só da "política" sindical. Mas sim de todos nós, candidatos e eleitores. Debate já. Pois, o que os governantes e a atual liderança do sintepe querem é isso mesmo uma classe fragmentada e fragilizada. Infelizmente, a educação aqui no estado de Pernambuco, continua e continuará sendo vergonhosamente reprovada.

    ResponderExcluir