quinta-feira, 9 de julho de 2009

Greve em Camaragibe



Nesta quinta-feira (9), cerca de um milhão de estudantes da rede estadual de ensino de Pernambuco voltam às aulas. Na última segunda (6), os professores anunciaram a greve, mas o Governo reagiu ameaçando cortar o ponto dos servidores que aderirem à paralisação. Pela manhã, alunos da Escola Estadual Santa Sofia, em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, foram às aulas, apesar da indefinição. A diretora do colégio, Ana Paula Alves (foto 2), garante que haverá aulas normais. “O reinício do segundo semestre está previsto para hoje e nós garantimos aulas para todos os alunos a partir das 7h30, inclusive com merenda”, disse.
A professora Maria Albênia (foto 3) aguardava na porta da escola, vestida de preto, para garantir o cumprimento das decisões da categoria. “Os professores participaram dos movimentos e das assembleias que decidiram pela greve. Para mim, saber que 60% dos professores não aderiram à greve foi uma surpresa, mas vamos aguardar”, afirmou.A Escola Estadual Santa Sofia tem 1.480 alunos matriculados nos três turnos. 56 professores trabalham na escola. Para a diretora, não há motivo para a paralisação. “Reconhecemos a valorização do Governo do estado para a nossa categoria”, disse Ana Paula Alves.Durante a manhã, a reportagem acompanhou a chegada dos alunos ao colégio. Poucos estudantes estavam nas salas de aula, mas os que foram tiveram aula normalmente.
(Reportagem Rede Globo - Escola Santa Sofia/Camaragibe)

Um aparato especial foi montado hoje na escola Santa Sofia para receber a TV Globo, os técnicos educacionais, a direção da escola , uma equipe da GRE e outra da Sec.de Educação estavam na escola antes das 6 e 30 da manhã. Motivo: precisavam mostrar para o 'patrão' que garantiriam às aulas. Compactuando com a política antidemocrática ditada por Eduardo Campos, o exército de plantão impediu-me colocar a faixa (Estamos em Greve). Colocada com a ajuda do representante setorial (Sintepe) e retirada pela direção da escola em seguida. A TV Globo, havia preparado a programação garantido a fala da direção da escola, da equipe da GRE e do pessoal da SEE.Professor, sem vez e sem voz. Precisei muito argumentar para garantir um mínimo de espaço na mídia.Esquecendo que foi eleita de forma democrática pela comunidade escolar a direção da escola mostrou sua cara, uniu-se à outros representantes do governo para reprimir o movimento dos trabalhadores em educação. Inclusise, afirmando através da mídia sua satisfação com relação a política educacional desenvolvida pelo governo e, dizendo que 60%dos professores da escola haviam optado por não aderir a greve, porém o que se viu foi a junção de três turmas para encher a sala e ser filmada pela TV, e a presença de três professores com contrato temporário.
Ah! recolocamos a faixa e, esta permanece lá.
Profª Maria Albênia/escola Santa Sofia

27 comentários:

  1. Tem gestor que esquece sua posição primeira que é a de professor.Essas pessoas encontram-se deslocadas de sua função para gerir as unidades de ensino, infelizmente existem os péssimos administradores e pior que isso, maus colegas principalmente em se tratando de greve.

    Dessa postura gera-se o caos na categoria e consequentemente as perdas de um modo geral.

    O teatro que ocorre nesta escola de Camaragibe não me surpreende. Em tempos de crise se inventa de tudo. No período normal isso já pode ser visto, imagine em época de greve?

    ResponderExcluir
  2. Parabéns a companheira Albênia, se em cada escola do estado tivéssemos pelo menos uma Guerreira dessas, as coisas seriam diferentes.Que esta atitude sirva de lição e possamos mostrar ao governo que não só queremos comida, jornais e notebooks, queremos salários dignos para que podermos escolher a "comida", "diversão" e a "Arte" que desejamos.Dignidade Sempre.

    ResponderExcluir
  3. Albênia,
    O que essa diretora tem de vantagem em relação à gente? Apenas uma gratificação! Isso prova o quanto ela é pobre, pois se vende por tão pouco...
    São atitudes como essa que fazem nossa categoria ser "tão respeitada".
    Sua atitude, apesar de ridicularizada por alguns, é que foi nobre. Mesmo sozinha, diante de tantos covardes, você não calou. E ainda conseguiu recolocar a faixa!
    Infelizmente, ainda somos poucos a insistir na luta. Mesmo assim, vamos em frente. A batalha está apenas começando...
    Amanda

    ResponderExcluir
  4. Professora Juliana10 de julho de 2009 01:04

    Eu assisti a reportagem.Parabéns Professora Albênia pela coragem e determinação, por não ter se intimidado diante dos leões.Gente, precisamos fazer com que a sociedade tome conhecimento dos fatos reais a respeito deste governo.O governo tem a mídia a seu favor, o nosso sindicado não é digamos muito "confiável", então somos nós por nós mesmos.Tenho enviado e-mails aos meus contatos sobre os reais motivos da greve, independente de serem professores ou não. A sociedade precisa saber a verdade.Inclusive, os nossos "queridíssimos" deputados devem está na nossa mira e devemos cobrar posições deles.

    ResponderExcluir
  5. Agora é que a diretora traíra defenderá o governo vejam:

    Ontem, depois que assistiram pela televisão o depoimento da diretora Ana Paula Alves, da escola Santa Sofia, em Camaragibe, garantindo o funcionamento da unidade mesmo com a greve dos professores, o governador Eduardo Campos e o secretário Danilo Cabral telefonaram para a gestora, parabenizando-a pela postura. A diretora ficou emocionada, mas demorou a acreditar que os telefonemas fossem verdadeiros. Agora é esperar os outros telefonemas que a diretora, seguramente, vai receber.

    ResponderExcluir
  6. Ouxe! E Eduardo e Danilo estão vivos, é? Eu pensava que não, ninguém vê mais a cara deles...

    ResponderExcluir
  7. Hoje em visita à algumas escolas em Camaragibe, ouvimos vários diretores(as)reprovarem a atitude da diretora Ana Paula.
    Quem tem dignidade não se vende por um mero cargo de direção.
    Aos companheiros(as) que acesseram o blog comentando e apoiando-me, meu sincero agradecimento, isso cada vez mais fortalece-me.
    Abraço carinhoso à cada um!

    ResponderExcluir
  8. Cara colega albênia, gostaria de fazer alguns esclarecimentos c/ relação a sua nota.Vc me conhece e sabe q/ ñ sou capaz de retirar cartazes muito menos fazer pressão a ninguém muito menos aos professores pa/ ñ aderirem à greve, cada um faz o q/ acha q/ deve.Respeito sua opinião, gostaria q/ vc respeitasse a minha.Eu ñ concordo c/ à greve, tenho meus motivos para isso, falei o q/ penso(vc sabe q/ na nossa escola todos tem o direito de opinar e expressar suas idéias)As diferenças existem, mas ñ há motivos para ataques pessoais. Um abraço Ana

    ResponderExcluir
  9. Senhora diretora,pensei que conhecia vc.,porém agora sei realmente de que lado você está, participar daquele circo armado na escola e dar uma entrevista dizendo que está satisfeita com a politica de "valorização" do governo e que os professores não tem porque paralisar, é no mínimo muito infeliz para não dizer outra coisa.
    Quanto a nossa faixa foi retirada duas vezes, uma por alunos da escola, que vc.sabe quem é, e a outra pela sua irmã. Você quer que eu fique satisfeita com alguém que defende esse governo e reprime o professor?
    Não pense que esse pensamento é só meu, em visitas ás escolas até outros diretores não aprovaram sua postura, inclusive seus companheiros da Várzea fria também.
    Você sabe que isso não é pessoal é questão política mesmo.
    Mas,fazer o quê? Só espero que no futuro vc.repense sua infeliz postura, mesmos depois de ter recebido ligação do governo parabenizando-o pelo "seu grande feito".
    Eu continuarei na LUTA, mesmo sobre toda essa pressão, não me vendo por um computador,nem por um abono que nem chegou a ser pago,nem outros "presentinhos"desse governo.
    Não posso compactuar com quem não respeita a categoria a qual pertenço.

    ResponderExcluir
  10. Muito bem Albênia! Dê a essa bajuladora o que ela merece. Isso deve ser uma pobre coitada, que se vende por uma merreca de uma gratificação. Ô mulé, dá uma pena...Dudu e Dandan tão lá, ganhando milhões. E essa coitada? A LUTA CONTINUA!

    ResponderExcluir
  11. Caros Agressores Virtuais,

    Vocé é uma mera professora que mal tem pós-graduação, sendo assim não pode dar conselhos de como dirigir uma escola. Tenha em mente que todos podem ter sua opinião, sem que qualquer um (como você)crie calunias e difamações de pessoas que pensam diferente, saiba que isso pode gerar processos judiciários, o que acabaria rapidamente com sua carreira profissional. E penso que a diretora não tem apenas uma gratificação a mais que você, acho que ela tem uma classe e um caráter a mais. RESPEITE AS OPNIÕES ALHEIAS!

    ResponderExcluir
  12. Cara Albênia,

    Se você não está satisfeita com a valorização da classe da educação não aceite os benefícios dados pelo governo, assim deixe de se contradizer.

    ResponderExcluir
  13. Professores , acessei o blog e me assustei com a falta de coerencia daqueles que se dizem educadores; pessoal estamos num estado democratico e portanto vamos respeitar as outras opiniões sem que isso se torne algo pessoal, com comentários desairosos e xingamentos. Com essas atitudes fica bem claro o baixo nivel desses educadores. sinto pena sim , de voces que não conseguem enxergar com clareza a atual situação do nosso ensino . Vemos professores fingindo que ensinam e se vendendo por um um salario que considero reamente aviltante , mas mesmo assim continuam em salas de aula , sem refletirem no mal que causam aos educandos.Haverá maior probreza do que essa ?
    Há dignidade em manter uma postura dessas? Deixo a pergunta para que possa ser respondida por voces . isso se por acaso forem capaz de abstrairem e conseguirem fazer um link com o verdadeiro cerne da questao em curso.
    Li o comentário de juliana e se ela mesmo não confia no propio sindicato como confiar na sua opinião.
    Percebi tambem que esse blog é um motivo para rinhas e baixarias pessoais. GEnte tratem o assunto da greve pela greve e não com insultos. Djalma

    ResponderExcluir
  14. Companheira Albenia vc esta muito bem assessorada por um bando de anônimos. Parabéns!São pessoas que se escondem por não terem coragem de mostrar-se. Serão essas pessoas mesmo educadores ? Companheiros de luta que se escondem por que talvez usam mascara no trato com a direção dessa escola e assim assumem realmente o titulo de bajuladores,entre tantos outros elogios que percebi na pagina criada por vc; certamente com o objetivo sordido de criar um clima de mal-estar, de intrigas e xingamentos, meramente gratuitos.
    Pobre Albenia e companheiros anonimos, o anonimato sera o futuro de vcs.

    ResponderExcluir
  15. Aos anônimos e À Albênia,

    Você usa de palavras rudes que ofendem a moral das pessoas. Contenha seu vocábulo. Você gostaria que por defender seu ponto de vista fosse dita como indigna?
    São infâmias como estas que levam a humanidade à esse ponto de se destruir. Deus nos deu a LIBERDADE DE EXPRESSÃO, direito pelo qual devemos zelar, por nós, e pelo próximo. Os pontos de vista POLÍTICOS, econômicos e sociais podem e devem alterar-se de acordo com as satisfações e insatisfações das pessoas, sem que qualquer um queira infringir ou mudar isto.

    Desonrada pela sua conduta,
    Maria Auxiliadora

    ResponderExcluir
  16. Concordo com você Auxiliadora,

    Assim formando-se uma DEMOCRACIA (poder de todos).


    Gabriela Lima

    ResponderExcluir
  17. Que baixaria, vcs não entram num acordo? Que pena! ficam essas agressões no ar que não resolvem nada e machucam as pessoas que na verdade não tem culpa do desapontamento de alguns, quem esta assim insastifeito com a profissão, não basta chingar os colegas pular fora seria muiro melhor....

    ResponderExcluir
  18. Companheiro anônimo, nunca citei em lugar algum que possuo graduação, se vc.não sabe também fui convidada duas vezes para ser direção de escola. Prefiro ser mera professora mas, ser decente.Também não sei em que ponto ofendi alguém, ora tenho que me calar perante tantas repressões? Perdôe companheiro,se quiser conversar comigo, use o meu e-mail ou apareça na escola, eu não tenho medo de falar nem de mostar a cara.
    albeniass@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  19. Minha companheira, você acha que bajuladora, e indigna não são xingamentos? Entã é o que você sempre foi, e além do mais mera professora.



    Maria Auxiliadora,
    novamente desonrada.

    ResponderExcluir
  20. Você já foi vendida por um aumento no piso, como então fala que a diretora se vendeu por uma gratificação!

    ANTES OLHE SEU GRANDE NARIZ, E DEPOIS O DOS OUTROS.

    Mário Jorge.

    ResponderExcluir
  21. Auxiliadora, não chamei ninguém de bajuladora, o que eu falo é abertamente, e assino, acredito que você realmente não me conhece, não me vendi e nem me venderei, se vc.acompanhasse a minha vida de luta, talvez nem perdesse tempo com tanta besteira. Ando visitando as escolas que dizem que funcionam "normalmente" e vejo a hipocrisia estampada em cada uma delas. Vamos à LUTA! Ela não é pessoal é de todos que compõem a categoria.
    Abraço pra você!
    Haverá aulão em frente ao DP dia 21e assembleia dia 22 no IEP as 14h.

    ResponderExcluir
  22. "Quem tem dignidade não se vende por um mero cargo de direção."(trecho de um texto escrito por Albênia). E agora? Acha que não rude e grossa? E que não ofendeu ninguém? Então você consegue desempenhar um ótimo papel de cínica.
    Lembre-se sempre que cada um tem sua opinião!

    Auxiliadora.

    ResponderExcluir
  23. "...ser decente.", de onde tirou que sou indecente? como você mesmo diz: nem me conhece. Trabalho dia e noite e pago corretamente meus impostos."Também não sei em que ponto ofendi alguém..." (cínica) E agora? Percebeu quantas ofensas? Existem tantas outras? (releia seus textos)

    ResponderExcluir
  24. Al...Ben...ia ....vou fragmentar o seu nome porque sua mente parece que foi deletada pelos dementadores do filme de Harry. Mas tudo bem , o seu objetivo principal, que era de denegrir o carater da diretora terminou frustado. Deveria ter lançado os seus dardos no Governo ,a quem se deve o embargo as pretensões de uma parte da categoria .Então Bembem ,Xbenia ,Orbenia vai trabalhar criança

    ResponderExcluir
  25. Nós como educadores devemos Lutar pela valorização da escola, do professor e do aluno, independente de estar em greve ou não. É indiscutível que o professor tem que ser valorizado, mas quando isto acontecerá? Pensem nos rumos atuais da educação, hoje é preferível ter o aluno em sala de aula, mas será que ele esta satisfeito? será que ele esta realmente aprendendo? será que a educação esta mudando a sua vida? Colegas, vamos repensar a educação, pois um mal modelo educacional corrói a nossa sociedade. Sociedade essa que preparamos para os nossos filhos e netos. Um abraço a todos.

    ResponderExcluir
  26. Sou Professor e com orgulho, amo sala de aula, mas esse modelo educacional tem que mudar urgentemente antes que seja tarde demais.

    ResponderExcluir